Deputada Graciela é co-autora de projeto que resgata isenção de IPVA para PCDs

Para evitar que milhares de pessoas sejam prejudicadas, a deputada assinou proposta que anula o decreto do governador.

A deputada estadual Delegada Graciela é co-autora do projeto de lei em tramitação na Assembleia Legislativa que susta os efeitos de decreto em vigor no Estado e que mudou as regras para pessoas com deficiência (PCD) obterem isenção de IPVA.
De acordo com a lei sancionada pelo governador, pessoas com “deficiência física severa ou profunda que permita a condução de veículo automotor especificamente adaptado” são as únicas a terem direito de ficarem isentas da cobrança do IPVA.

Uma liminar concedida em janeiro pela Justiça paulista proíbe a cobrança do imposto de contribuintes com deficiência que possuíam o benefício no exercício de 2020. Os efeitos da decisão deixam de valer no fim deste ano. Dessa forma, caso não haja nova decisão judicial a respeito, cerca de 80% dos proprietários de carros PCD que eram elegíveis ao benefício no ano retrasado terão de pagar IPVA em 2022.

Para evitar que milhares de pessoas sejam prejudicadas, a deputada Delegada Graciela assinou e entrou como co-autora do projeto de lei apresentado pelo deputado Carlos Giannazi e que anula o decreto de João Doria. Em caso de aprovação, a isenção será restaurada. “Recebi ofício do vereador Ilton Ferreira pedindo meu apoio para tentar reverter esta decisão, que irá causar prejuízo a milhares de pessoas com deficiência caso não seja revogado. Fiz questão de assinar e votarei a favor do projeto que susta este decreto absurdo. A lei em vigor discrimina grupos de pessoas com deficiência”, afirmou a deputada Delegada Graciela.

alesp | delegada graciela | delegada graciela deputada estadual | estado de são paulo | franca e região | inclusão social | PCD

compartilhe essa matéria:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on skype
Share on email
Share on whatsapp
Arquivo:
Categorias:
Redes Sociais
Última Notícia
Veja Projeto de Lei
REDUZ O VALOR DAS TARIFAS DE PEDÁGIO NAS RODOVIAS ESTADUAIS ENQUANTO PERDURAR O ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA DECRETADO NO ESTADO EM DECORRÊNCIA DA PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS COVID-19
Veja Requerimento
PROPÕE UM VOTO DE PESAR PELO FALECIMENTO EM 12 DE FEVEREIRO DE 2020 DO ILUSTRE JURISTA DAMÁSIO EVANGELISTA DE JESUS
Veja Indicação
INDICA AO SR. GOVERNADOR QUE DETERMINE AO SENHOR DIRETOR GERAL DA ARTESP - AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS DELEGADOS DE TRANSPORTE DO ESTADO DE SÃO PAULO, SEJAM ADOTADAS AS PROVIDÊNCIAS CABÍVEIS, VISANDO À REDUÇÃO DAS TARIFAS DE PEDÁGIO EM 30% (TRINTA POR CENTO) EM TODAS AS PRAÇAS SOB CONCESSÃO NAS RODOVIAS ESTADUAIS, ENQUANTO PERDURAR A PANDEMIA DO COVID-19.
WhatsApp

INTERATIVIDADE

INSCREVA-SE: